YogaLivre – Erudição Com Formação Profissional


Svātantrya Yoga – sistema de aperfeiçoamento integral do ser humano

O Svātantrya Yoga, foi estruturado por mim, em Barcelona em 2001. Antes de decidir por realizar esse novo método haviam passado 22 anos de estudo e prática sendo 5 anos como autodidata, 17 anos de discipulado na tradição Dakśnacharatantra Nirīśvarasamkhya Yoga começado no Brasil e finalizado na Europa. Svātantrya Yoga, doravante YogaLivre, foi organizado com base nessa experiência e no sistema filosófico Trika revelado na região do Rajastão na índia, atual Paquistão. Trika é uma formação de dois troncos filosóficos: Śaivismo advaita com o Tantrismo advaita). O Yoga trata da elevação dos aspectos humanos (corpo, mente e emoção) ao passo que o sistema Trika nos oferece os princípios filosóficos revelados por Śiva para aprendemos a atuar na vida orientados pelo espírito interno (ajustador mental) e não pelo corpo como normalmente acontece. 

Literalmente temos que o termo Svātantrya significa liberdade e ela é alcançada durante a existência pela vontade, conhecimento e pela realização, motivada por nós mesmo, porque o que precisamos saber internamente está sobre a guarda do ajustador mental (espírito divino que reside em nós) e a religião que precisamos manter com Deus também se dá internamente pelo mesmo ajustador. Naturalmente somos dotados desse triplopoder denominado Svātantrya: icchā, jñāna e kriyā shakti, nessa ordem: força da vontade, poder do conhecimento e energia da realização. 

Essas prerrogativas, as temos para ajudarmos a conviver em todas as sociedade do universo em que vivemos e paulatinamente segundo o discernimento da liberdade vamos ascendo do planeta ao sistema, desse a constelação e dela ao centro do nosso universo local. Vontade, conhecimento e realização formam três virtudes indispensáveis e o somatório delas, a liberdade, dota qualquer ser humano com o poder da decisão e nada pode impedir qualquer ação diante da vida, mas é aí que nasce o poder da escolha mediante a retidão e o resultado nos fará saber o que significa ser livre diante do olhos de Deus. Entendamos mas a liberdade. 

Liberdade verdadeira e liberdade falsa

A liberdade verdadeira é uma busca de idades e a recompensa do progresso evolucionário. A falsa liberdade é o engano sutil do erro, no tempo, e do mal, no espaço. A liberdade que perdura, funda-se na realidade da justiça — inteligência, maturidade, fraternidade e eqüidade.
A liberdade transforma-se em um instrumento de autodestruição na existência cósmica quando a sua motivação é pouco inteligente, incondicionada e descontrolada. A verdadeira liberdade, progressivamente, encontra-se relacionada à realidade e considera sempre a eqüidade social, a justiça cósmica, a fraternidade universal e as obrigações divinas.
A liberdade torna-se suicida quando divorciada da justiça material, da honestidade intelectual, da paciência social, do dever moral e de valores espirituais. A liberdade não existe fora da realidade cósmica; e toda a realidade da personalidade é proporcional às suas relações com a divindade.
A vontade própria incontida e a auto-expressão não regradas igualam-se ao egoísmo não abrandado: o ponto mais distante da divindade. A liberdade que não está associada à conquista e automestria do ego, que sempre devem estar em crescimento, é uma invenção da imaginação mortal egoísta. A liberdade motivada apenas no ego é uma ilusão conceitual, um engano cruel. E a licenciosidade mascarada com a veste da liberdade é precursora de uma escravidão abominável.
A verdadeira liberdade é derivada do auto-respeito genuíno; a falsa liberdade é companheira da auto-admiração. A verdadeira liberdade é fruto do controle de si próprio; a liberdade falsa é fruto da pretensão da afirmação do ego. O autocontrole conduz ao serviço altruísta. A admiração de si próprio tende a conduzir à exploração dos outros, visando um engrandecimento individual egoísta e no erro. Tal indivíduo, por egoísmo, dispõe-se a sacrificar a realização, na retidão, pela posse de um poder injusto sobre os seus semelhantes.
Mesmo a sabedoria, é divina e segura apenas quando é cósmica, no seu alcance; e espiritual, pela sua motivação.
Não há erro maior do que a prática de enganar a si próprio, o que leva os seres inteligentes a aspirarem ao exercício do poder sobre outros seres, resultando no propósito de privá-los das suas liberdades naturais. A regra de ouro da justiça humana põe-se contra todas essas fraudes, injustiças, egoísmos e falta de retidão. Só a liberdade genuína e verdadeira é compatível com o Reino do amor e o ministério da misericórdia.
Como se atreve, a criatura movida pela vontade do ego, a intrometer-se nos direitos dos semelhantes, em nome de uma liberdade pessoal, quando mesmo os Governantes Supremos do universo abstêm-se, em respeito misericordioso, diante das prerrogativas e potenciais da vontade da personalidade! Nenhum ser, no exercício de uma suposta liberdade pessoal, tem o direito de privar qualquer outro ser dos privilégios da existência, conferidos pelos Criadores e devidamente respeitados por todos os seus leais companheiros, subordinados e súditos.
O homem evolucionário pode ter de lutar pelas suas liberdades materiais contra tiranos e opressores, num mundo de pecado e iniqüidade; ou durante os tempos iniciais de uma esfera primitiva, em evolução; mas não é assim nos mundos evolucionais, nem nas esferas do espírito. A guerra faz parte da herança do homem evolucionário primitivo, mas, nos mundos em que a civilização tem um avanço normal, o combate físico, como uma técnica de ajustamento para os mal-entendidos raciais, há muito tempo caiu em descrédito.

YogaLivre - Centro de Estudos Antropológicos

Rua 2 Casa 6 Fazenda Furquilha - Monte Alegre do Sul - SP

11-8209-7656


Os Ensinamentos de Melquisedeque no Oriente


(1027.1) 94:0.1 OS PRIMEIROS instrutores da religião de Salém penetraram até as tribos mais remotas da África e da Eurásia, pregando sempre o evangelho de Maquiventa, da fé e da confiança que deve o homem ter em um Deus universal, como o único preço para obter o favor divino. A aliança de Melquisedeque com Abraão foi a base para toda a divulgação inicial vinda de Salém e de outros centros. Urântia nunca teve missionários mais entusiasmados e motivados de qualquer religião do que esses homens e mulheres nobres que levaram os ensinamentos de Melquisedeque por todo o Hemisfério Oriental. Esses missionários foram recrutados em meio a muitos povos e raças, e espalharam amplamente os seus ensinamentos por meio dos nativos convertidos. Eles estabeleceram centros de aperfeiçoamento em partes diferentes do mundo, onde ensinavam aos nativos a religião de Salém e, então, encarregavam esses alunos de funcionarem como instrutores entre os do seu próprio povo.


Agenda dos Workshops, intensivos de YogaLivre e Formação de AYÁ


Organizador

Escola

Cidade

Evento

Data

Mês

Carga Horária

Susana

Soham

Rio Tinto

6, 7 e 8

Abril

16hs

Susana

Soham

Rio Tinto

25 - 1

Abril/Maio

56hs


Ana /Diniz

Gayatri/

Yoga Home

Penafiel

25, 26 e 27

Maio

16hs


Manuela

Amakura

Cabrum

18 - 24

Junho

56hs


Manuela

Amakura

Cabrum

22, 23 e 24

Junho

16hs

Maria Prata

Escola

Sintra/Penedo

20, 21 e 22

Abril

56hs

Marco Gil Santos

Espaço Sol

Sesimbra

18 - 24

Maio

56hs

Marco Gil Santos

Espaço Sol

Sesimbra

18, 19 e 20

Maio

16hs


Henrique Calixto

Surya Esp Yoga

Aveiro

11, 12 e 13

Maio

16hs


João Paulo

Monte Reizinho

São Teotónio

8, 9 e 10

Junho

16hs

Pedro Teixeira

Esp Compasso

Porto

4, 5 e 6

Maio

16hs