Local_e_Data_2018.html
Local_Estadia_e_alimentacao.html

YogaLivre - Centro de Estudos Antropológicos

Rua 2 Casa 6 Fazenda Furquilha - Monte Alegre do Sul - SP

11-8209-7656

Os Ensinamentos de Melquisedeque no Levante


(1042.1) 95:0.1 DO MESMO modo que a Índia deu origem a muitas religiões e filosofias da Ásia Oriental, também o Levante foi o berço das fés do mundo ocidenal. Os missionários de Salém espalharam-se por todo o sudoeste da Ásia, pela Palestina, Mesopotâmia, Egito, Irã e Arábia, proclamando, em toda parte, as boas-novas do evangelho de Maquiventa Melquisedeque. Em algumas dessas terras os seus ensinamentos deram fruto; nas outras obtiveram êxitos variáveis. Algumas vezes, os seus fracassos foram devidos à falta de sabedoria; outras, a circunstâncias além do seu controle.

Programa Descritivo dESCRITIVOdESCRITIVOPrograma_Descritivo.htmlPrograma_Descritivo.htmlshapeimage_3_link_0
Local e AlimentaçãoLocal_Estadia_e_alimentacao.htmlLocal_Estadia_e_alimentacao.htmlshapeimage_4_link_0
ProgramaPrograma.htmlPrograma.htmlshapeimage_5_link_0
Formação 2016Programa_Geral_2018.htmlPrograma_Geral_2018.htmlshapeimage_6_link_0
InscriçãoInscricao_2018.htmlInscricao_2018.htmlshapeimage_7_link_0
O Yoga

O Yoga precede a era proto-histórica da Índia ao passo que o Trika surgiu no século IX na Índia moderna. Esta diferença de épocas nos favoreceu sobremaneira pois mesclamos a milenar experiência do Yoga vivido pelos praticantes ancestrais com os fundamentos altamente atualizados pela própria Consciência. É bom salientar que na Índia as filosofias vão surgindo de acordo com a necessidade do ser humano e sobretudo de Seus quando percebe que o ser humano está plasmado na inércia. Não posso acreditar que uma filosofia tão bem elaborada como é o yoga seja produto de uma civilização caída e decadente, ao contrário, na época em que foi desenvolvido, o yoga vinha firmado pelo divino, senão por um ser terreno altamente experiente e sensato com os planos elevados da consciência universal.  Yoga é uma revelação do espirito para o homem e jamais foi um produto da engenhosidade humana.

O Svātantrya Yoga é especial, porque trata o ser humano com igualdade e afirma que na intimidade somos todos a própria Consciência iniciando a caminhada ascendente de volta a origem de onde proveio a personalidade que somos. Nosso sistema de Yoga não tem restrição, pois liberdade e retidão depende e compreende as duas facetas de uma chave, para uns abrem para os outros fecham a possibilidade do crescimento. Sem liberdade nada funciona, e sua contraparte, a retidão é onde reside a espiritualidade propriamente dita, pois só refreamos aquilo que não queremos fazer em nossa vida e impor ao nosso irmão por sabermos que é falso, perverso e iníquo.

Sinta-se privilegiado meus irmãos por nosso estatuto dentro da criação universal, Deus fez e deu a todos nós as mesmas capacidades divinais numa potência absoluta que pode se revelar paulatinamente, resta-nos transformarmos isso em fatos.

Assim funciona a Formação dos Instrutores de Svātantrya 

Concluímos ao largo de muitos anos que a melhor forma de ensinar o Yoga é através da convivência direta com o aluno posto que somente assim passamos a conhecer aos que realmente aspiram esta filosofia de vida, tanto para a sua vida própria como para ensinar aos demais. Dessa forma, nos sentimos mais seguros para presentear está ferramenta perfeita para o desenvolvimento integral do ser humano. 

Temos três formas de realização desse curso a saber: A primeira acontece durante o período de um ano e os ensinamentos são duas vezes por semana em uma das escolas onde abro as sessões e de um fim de semana mensal durante precisamente 11 meses e será esse o que vamos fazer agora com inicio em janeiro. 

A segunda batizamos de residência Yogin e tem um carácter interno, pois os formandos vêm conviver conosco durante um mês para receber a formação completa. Neste caso a carga horária é intensiva pois durante 30 dias teremos 8 horas diárias. 

A terceira chamada forma relâmpago também se dá durante um mês somente nos 20 dias úteis de segunda a sexta.

Veja abaixo um resumos das três etapas. Independente de qual seja a forma, o resultado será o mesmo. Após o curso você terá conhecido toda a matéria e as variadíssimas maneiras de praticar e abrir as sessões. 

Torna–se profissional dependerá somente da sua vontade. Convém salientar que o certificado será expedido somente para os que irão lecionar.


Aprenda Svātantrya Yoga 

YogaLivre, assim referencia o Svātantrya Yoga. Cabe a você determinar o que necessita aprender e a realizar nesta vida. Através da sua própria vontade, conhecimento e ação poderá descobrir a forma ideal para se relacionar com teu ambiente e contigo mesmo. 

Tudo o que preconizamos em nosso sistema é posto de forma liberal sem imposições nem obrigações. Cada indivíduo deve manter sua forma de pensar e estar na vida mudando somente quando estiver seguro e desejar ampliar a sua maneira de ver o universo.

A intenção é recuperar a liberdade de ação que tínhamos em nossa mais tenra idade. Lógico que depois de crescidos, já não seremos os inconscientes que pensávamos ser quando éramos crianças. Este sistema de desenvolvimento interior e exterior somente se adapta a ele os praticantes que querem levar uma vida livre e que não procuram muletas em quem está ao seu lado. Para entende-lo, cada um tem que pensar com a sua própria mente evitando assim a hipnose do pensamento coletivo expirado pelos líderes regedores das massas humanas.
Convém alertar que não somos uma instituição coletoras de devotos, nem tampouco mestres buscando discípulos, mas puramente investigadores do mundo sensorial consciente proposto pelo Yoga. Temos muita vontade de ensinar as nossas experiências e conhecimentos adquiridos aos que aspiram partilhar da mesma realidade interna e externa da vida. 

Compreendemos que o melhor método de Yoga é aquele que deixa seus participantes livres para pensar e realizar e sempre por vontade própria elegendo o que necessitam para suas vidas individuais e sobretudo sociais, pois o que é verdadeiro, bom e belo o universo capta e redistribui. 

Mesmo que se preconize um sistema, normas e regras não podem ser impeditivas para os que querem apenas parte do contexto. 
O Yoga é amplo e versátil e nenhum ser precisa reter em seu contexto pessoal a demanda total de pontos propostos por esta filosofia, muito menos por esse curso. Cada ser tem uma experiência distinta na vida e em seu caminho deve constar apenas alguns pontos da luz dos demais. Querer iluminar–se com a luz do outro é perder a individualidade e isso é ir contra os planos da criação. Temos um ego exatamente para preservar a nossa forma impar de estar na vida, mas procuremos ficar alerta contra o egoísmo e egocentrismo, pois a verdadeira arte de viver está montado nas asas do altruísmo. 

Há que recordar sempre que o mesmo que nos pode libertar, pode também nos prender, assim que a escolha deve ser sempre com margem de segurança para saber parar no momento certo qualquer intervenção advinda de fora, proposta por qualquer filosofia ou líder. 

Queremos sobretudo, apenas partilhar um legado cultural antigo e os que tem experiências para partilhar que se juntem a nós. Por outro lado, advertimos aos que querem restringisse as nossas ideias como se fossem a única verdade do mundo, por favor, não nos procure, pois não teremos nada para vos ensinar. 
Não temos um ofício para oferecer, senão uma forma de tornar os seres humanos mais profundos e coerentes com a natureza existente. Nada mais! Yoga é a forma mais perfeita de nos fazer ver o universo com os nossos próprios olhos, mas nunca desrespeitando os outros.

Convivência, prática e teoria

A convivência com Yogi-s antigos em um ambiente preparado para praticar e estudando horas seguidas, além de ser bastante saudável, viabiliza aos praticantes novos a catalisar via inconsciente uma gama elevada de recursos e técnicas que dificilmente se conseguiria pela via consciente. É um fenómeno natural que se desencadeia quando as pessoas com uma mesma intenção se encontram juntas convivendo e dividindo experiências. Uns aprendem com os outros e os mais novos rentabilizam muito mais devido aos antigos terem um caminho muito mais longo dentro do pensamento comum. 

Estaremos sempre prontos para responder e esclarecer as dúvidas que por vezes surjam, todavia agradecemos a compreensão para os assuntos que transcendem os nossos conhecimentos, assim pouparemos o tempo que teremos para partilhar com todos. Há que lembrar que nas nossas sessões você não estará proibido de perguntar, porém não se esqueça que o curso não está somente preenchido por você, assim não queira ser o protagonista das perguntas, primeiro porque atrapalharia a intuição do orador e ademais tiraria a vez do seu colega de poder esclarecesse com as suas questões pessoais. Para todos é válido, a expressão. “Se deixarmos o rio correr sozinho, ele cumprirá a sua missão”. Se deixarmos o orador palestrar, seguramente que em um determinado ponto da palestra, as palavras estarão mais claras para a visão de todos.

O Tempo da Formação

O tempo, como já sabemos é relativo e pode ser que para muitos, um ano seja demasiado longo para concretizar uma formação ao passo que para outros será insuficiente devido ao tema ser bastante profundo e por vezes difícil de assimilar. Assim concluímos que o mais importante será conhecer toda matéria à aprender e cada um em sua vida diária tentará desenvolvesse e retirar rapidamente as suas conclusões sobre todo o assunto abordado. 

A verdade é que não estaremos ocupados em formar preceptores mas sim despertar Yogi-s, por isso a filosofia prática pessoal é de todo necessária.

É impossível ensinar o Yoga a uma pessoa que não sinta em sua vida o que representa esta filosofia. Todos os aspirantes devem antes de todo, ser bons praticantes e somente quando se sintam motivados pela sua própria vontade e conquista é que deverão ascender ao magistério desta arte milenar. Bom praticante não é aquele que entra na sala diariamente e faz seu sādhana rigoroso, mas sim aquele que põe na sua vida os conhecimentos que a cada momento vão se revelando em seu interior. 

Portanto vamos começar precisando de no mínimo esses 12 meses sucessivo com um fim de semana de 16 horas de estudo prática e teórico. Os praticantes conviverão despertando assim o conceito da irmandade com os professores e alunos e poderão perguntar, questionar, duvidar até que possam entender cada ponto do nosso trabalho com clareza e exatidão, tanto em seu aspecto pratico quanto teórico. 

Ninguém está obrigado a concordar com a temática filosófica e prática, podendo inclusive com essa atitude reforçar a sua filosofia interna. Ao mesmo tempo é importante que a discordância não seja mera incapacidade de ver ao longe. Não queremos convencer, apenas revelar e impulsionar uma elevação biológica bastante salutar e importante para o seu desenvolvimento natural e espiritual.

O tempo ideal de formação, ao nosso ver, tem a duração da vida do praticante, pois sempre estaremos aprendendo, descobrindo e relembrando a magnitude que somos e a grandeza do universo do qual participamos. 

Como não poderia ser de outra maneira, rapidamente o novo candidato passa a atuar no aspecto prático da formação e poderá começar abrindo suas sessões de YogaLivre ao público logo que se sinta seguro, hábil e preparado de que realmente sabe o que é ensinar o Svātantrya Yoga.

Como sabemos há pessoas com vários graus de motivação e a maioria não se sente preparada para fazer quase nada. Este tipo de pessoa necessita de muito empenho e quase sempre transformam os seus orientadores em muleta. Advertimos que em nossa escola não trabalhamos assim e cada um que queira ensinar o Yoga terá que tratar de todo seu processo até que possam sentir que consegue passar adiante as lições e principalmente sua experiência de vida aos seus alunos. 

O termo Svātantrya significa dependência de si mesmo. Cumpre que a vida esteja compreendida dentro dessa óptica. Caso não logremos nossa independência, como poderemos conseguir a identificação com Śiva que é todo suficiente e independente. Sem liberdade não existe Yoga, mas mesmo do yoga há que está livre p! Agrupamos as matérias numa ordem lógica em que assunto puxa assunto, dando assim um grau de compreensão maior devido o complemento do assunto passado ser logo realizado na aula seguinte. 

Como faremos o plano de formação anual cada matéria terá mais ou menos duas horas de estudo, tempo suficiente para aclarar cada participante. Os fins de semana de cada mês será sábado e domingo cheio de 16 horas, portanto o melhor é que possam todos chegar no local na sexta feira para iniciarmos no sábado 08:00. Em cada fim-de-semana teremos muitas outras atividades na floresta que preferimos não comentar para ter um gostinho de surpresa. 

O curso pode ser refeito quantas vezes queira o aluno e não haverá obrigação para reciclar os ensinamentos. Como todo o trabalho é espontâneo sempre teremos matérias e técnicas diferenciadas, obviamente que a sua presença será sempre importante tanto no sentido de aprender algo novo como também para trazer aquilo que tiver descoberto em suas experiências pessoais. 

Para além da presença do preceptor, continuaremos a dar respostas as dúvidas por e–mail, telefone, carta e outras formas de intercâmbio sempre que seja necessário uma opinião da nossa parte. Queremos sobretudo que não haja linha divisória entre o professor e o aluno, mesmo que por vezes a ilusória posição social queira nos convencer do contrário. Partimos da clareza que todos temos o principio EU SOU e se mantivermos acesa essa chama, a identificação com o Grande Pai irá a cada instante invocando essa identidade na semelhança da imagem e portanto preenchendo os passos na eternidade rumo ao Paraiso Central, final do caminho para todos que aspiram o amor do Grande Ser. 

Suporte mágico e intrínseco do praticante de Svātantrya Yoga

Sou Śiva a semelhança da imagem que cresce gradativamente em cada momento da minha identificação com meu Pai. Meu mestre é o espirito de Deus que reside em minha mente e fusionado a Ele meu caminho de ascensão não terá desvio indo direto à Essa Primeira Fonte e Centro de todos os universos. Não tenho discípulo e nem preciso ser discípulo de meus irmãos terrenos nem celestiais. Os ensinamentos verdadeiro advirão do espirito que ajusta a minha mente para ter uma vida terrena digna de ser compartilhada com os que aspiram Deus sobre todas as coisas existentes. Meu passaporte para poder viajar pelo universo é minha alma que de acordo com as minhas escolhas crescerá em cada uma das casa nas muitas moradas universais. Meu transporte é o anjo que guarda o meu propósito real de acordo com o plano divino estabelecido para mim. Meu corpo é o templo onde habito temporariamente aqui na terra o qual preciso esmerar sem apego através da ciência do YogaLivre. Cesso minha ansiedade e passo a passo vou consumindo as etapas do que me foi predestinadas. Enquanto preceptor, vou auxiliando aos que baterem a minha porta. Sendo e estando livre para pensar e obrar, peço a Deus que interceda em minha vontade e em meus atos para sempre satisfazer a sua própria vontade, pois a minha é sempre propícia ao erro. Sinto–me apaziguado. Om namah Śivāham.


O conhecimento, ao nosso ver, é mais importante que a prática de qualquer exercício físico, enquanto o primeiro nos ensina a pintar o mundo a nossa maneira, a segunda nos restringe a liberdade quando nos entrega o mundo já pintado. Todavia enfatizamos que conhecimento sem aplicação não passa de gases mentais, inertes para a vida diária.

Se tens dúvida nos mande um e–mail: edsonvan@yahoo.com